quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

RETIRO DOS DIÁCONOS 2014


RETIRO DE DIÁCONOS PERMANENTES E CANDIDATOS AO DIACONADO PERMANENTE E RESPECTIVAS ESPOSAS.

 

Nos dias 14, 15 e 16 de fevereiro/2014 os Diáconos Permanentes de nossa diocese farão o Retiro Espiritual anual, previsto no Cân. 277, § 4º do Código de Direito Canônico – CDC e nas Diretrizes para o Diaconado Permanente da Igreja no Brasil (Documentos da CNBB – 96) nº 75. As esposas são convidadadas a acompanhar os Diáconos, seus esposos, na busca da santidade.

Como se depreende da leitura no Cân. 277, a finalidade do Retiro é o dever de todos os clérigos buscar a santidade. Nas notas explicativas, o CDC diz que a santidade que se busca aqui é a “santidade moral e não simplesmente a ontológica ou justificação, que é puro dom de Deus.”

 

CÓDIGO DE DIREITO CANÔNICO – CDC

 

Cân. 276 § 1. Em seu modo de viver, os clérigos são obrigados por especial razão a procurar a santidade, já que, consagrados a Deus por novo título na recepção da ordem, são dispensadores dos mistérios de Deus a serviço de seu povo.

§ 2. Para se encaminharem a essa perfeição:

1° - antes de tudo, cumpram fiel e incansavelmente os deveres do ministério pastoral;

2° - a própria vida espiritual na mesa da sagrada Escritura e da Eucaristia; por isso, os sacerdotes são insistentemente convidados a oferecer todos os dias o sacrifício eucarístico, e os diáconos a participar cotidianamente no seu oferecimento;

3° - os sacerdotes e os diáconos que aspiram ao presbiterado são obrigados a rezar todos os dias a liturgia das horas, de acordo com os livros litúrgicos próprios e aprovados; os diáconos permanentes, porém, rezem a parte determinada pela Conferência dos Bispos;

4° - são igualmente obrigados a participar dos retiros espirituais, de acordo com as prescrições do direito particular;

5° - são solicitados a se dedicarem regularmente à oração mental, a se aproximarem com freqüência do sacramento da penitência, a cultuarem com especial veneração a Virgem Mãe de Deus e a usarem de outros meios de santificação, comuns e particulares.



DIRETRIZES PARA O DIACONADO PERMANENTE DA IGREJA NO BRASIL (Documentos da CNBB - 96)

 

No número 75 se encontra a obrigação dos Diáconos de participarem no Retiro anual.

 

75 – Os diáconos participem, se possível com suas esposas, de um retiro espiritual anual que será organizado com todos os diáconos da diocese ou da província eclesiástica.

 

O “se possível” se refere somente às esposas dos Diáconos. Considerando o quanto a participação das esposas enriquece o ministério diaconal a nossa Diocese faz todo o empenho para que as esposas participem do Retiro. E elas têm participado todos os anos. Aquelas que porventura deixam de participar o fazem por motivos de força maior.

 

Juntamente com os Diáconos e esposas, farão o Retiro Espiritual os candidatos ao Diaconado Permanente e suas esposas. Para eles o Retiro tem a finalidade de prepará-los para a ordenação diaconal que acontecerá no dia 23 de fevereiro na Catedral de Santo Antônio. Trata-se de uma obrigação prevista no CDC, conforme segue:

 

Cân. 1039 - Todos os que vão ser promovidos às ordens dediquem-se aos exercícios espirituais, ao menos por cinco dias, no lugar e modo determinados pelo Ordinário; o Bispo, antes de proceder à ordenação, deve ser informado de que os candidatos fizeram devidamente tais exercícios.

 

“No contexto da ministerialidade da Igreja e, mais especificamente, no âmbito do ministério ordenado, o diácono define-se como sacramento de Cristo Servo e como expressão da Igreja servidora”. (Doc. 96, nº 28).

 

O pregador do Retiro será o Diácono Duran y Duran, da Diocese de Palmares – PE, ex-presidente da Comissão Nacional de Diáconos, acompanhado de sua esposa Socorro.

 

 

Diác. Edgard Oliveira Batista

Nenhum comentário:

Postar um comentário